Dia da Poesia

O Dia Mundial da Poesia tem um significado muito especial no Pobre Tolo e, por essa razão, preparamos um menu de excelência para os nossos clientes. No inicio do jantar, serão servidas Entradas variadas e de, seguida, um Creme aveludado de cogumelos. Para prato principal reservamos um Lombo de bacalhau com crosta de milho e, o final perfeito é apresentado sob a forma de um magnífico Mil folhas de fruta.  Com o propósito de promover a leitura, escrita e ensino da poesia, durante a refeição serão recitados pequenos excertos de obras de autores conceituados.

 

Ser Poeta

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior

Do que os homens! Morder como quem beija!

É ser mendigo e dar como quem seja

Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

É ter de mil desejos o esplendor

E não saber sequer que se deseja!

É ter cá dentro um astro que flameja,

É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!

Por elmo, as manhãs de oiro e cetim…

É condensar o mundo num só grito!

E é amar-te, assim, perdidamente…

É seres alma e sangue e vida em mim

E dizê-lo cantando a toda a gente!

(Florbela Espanca, 1930)

 

Faça a reserva para o e-mail reservas@pobretolo.pt ou através do número de telemóvel 919 259 228

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *